Projetos são Determinísticos ou Probabilísticos?

Você como Gerente de Projetos ou membro da equipe do projeto é capaz de afirmar com exatidão após realizar o planejamento do projeto a data exata de quando o projeto será concluído? E em relação ao custo do projeto, também tem como afirmar com exatidão o quanto custará o projeto? Continuar lendo

A Importância do Design Thinking

businessman leaning against a concrete wall with color business strategy

É raro encontrar pessoas ou empresas que não possuam algum tipo de problema. Por trás de todo o problema estão as pessoas, seja problemas pessoais ou de empresas. As pessoas serão sempre as impactadas e na resolução dos problemas as pessoas serão as responsáveis para encontrar a solução.

O Design Thinking tem justamente o Ser Humano como foco, como deve ser, já que as pessoas, como mencionado, serão os impactados. O Design Thinking também busca soluções inovadoras e evita o pensamento tradicional.

Continuar lendo

O que a Aviação pode ensinar os Gestores de Projetos?

aviacao-1

O Brasil e o mundo estão chocados com o desastre aéreo ocorrido com o avião que transportava a equipe da Chapecoense para a Colômbia, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul Americana.

Muitas pessoas possuem medo e até fobia de andar de avião, mas o avião é o meio de transporte mais seguro que existe. Há uma probabilidade maior de uma pessoa se acidentar ao andar de carro ou ônibus que uma avião, a questão é que quando há um acidente de avião normalmente não há sobreviventes, e ao existir, pode ser considerado um milagre.

Mas por que o avião é o meio de transporte mais seguro? A aviação comercial tem rigorosas normas de segurança que são seguidas à risca. Basta fazer o levantamento das estatísticas de acidentes de avião ao redor do mundo para chegar a está conclusão. Continuar lendo

Alcançando os Objetivos com a Gestão de Risco

Male hand drawing Project flow chart on transparent wipe board.

Pessoas e organizações possuem objetivos a atingir dentro de um espaço de tempo e orçamento com grau de qualidade, seja de ordem pessoal ou organizacional.

O simples fato de uma pessoa sair de sua casa para ir na padaria da esquina possui um ou mais objetivos, tais como comprar pão, queijo, presunto, etc.

Há riscos do objetivo de ir na padaria não ser alcançado?

Se a pessoa levou cartão de crédito e a máquina está fora do ar e só está sendo aceito dinheiro como forma de pagamento? Neste caso o objetivo do “projeto” de realizar a compra não foi atingido. Continuar lendo

Caso Real de Análise de Risco

closeup view of paper documents with gantt chart and financial charts, and a pen (3d render)

Gostaria de começar esse artigo relatando um caso real que ocorreu comigo em uma empresa que trabalhei como Gerente de Projetos, mas sem citar o nome da empresa e nome das pessoas, mas dará uma ideia como as coisas funcionam, principalmente nas empresas privadas.

Continuar lendo

Como você Gerencia os Riscos?

risco

 

Dentro do Gerenciamento de Riscos, o que você entende como um risco? Vamos citar algumas definições.

Segundo o PMBOK Guide (Project Management Body of Knwoledge) do PMI (Project Management Institute), Risco é um evento ou condição incerta que, se ocorrer, provocará um efeito positivo ou negativo em um ou mais objetivos do projeto.

Continuar lendo

A Lei de Murphy e as 101 Causas Frequentes de Falhas nos Projetos

lei-de-murphy-em-projetos

Para quem trabalha como Gerenciamento de Projetos certamente já ouviu falar na Lei de Murphy e muitas outras pessoas que não são deste campo também já ouviram falar da Lei de Murphy. Continuar lendo

Gerenciando Projetos com Scrum

Scrum1Há alguns anos vem surgindo a necessidade de se conduzir projetos de forma mais ágil do que os métodos tradicionais onde muitas pessoas dizem que não tempo para criar planos de gerenciamento de projeto ou de então ler os planos. Os projetos precisam ser mais dinâmicos.

Um dos métodos ágeis em projetos mais utilizados no mundo é o Scrum, onde há duas organizações que seus organizadores fundaram, a Scrum Alliance e Scrum Org. Essas duas organizações tem programas de certificações, onde se destaca a certificação CSM – Certified Scrum Master – da Scrum Alliance –  e PSM –Professional Scrum Master – da Scrum Org. Continuar lendo

Churrasco – Análise de Risco

Churrasco3

A maioria das pessoas gosta muito de um churrasco, tirando aquelas que são vegetarianas. É difícil você encontrar uma pessoa que não goste ou que já não tenha organizado um churrasco.

Mas como você planeja o seu churrasco? Você pensa nos imprevistos que podem ocorrer no churrasco?

Iremos ver um exemplo de planejamento de um Churrasco com foco na análise de risco, e que poderá ser aplicado para qualquer outro evento como festa de aniversário, chá de fralda e festa de casamento.

O Churrasco

Iremos considerar que o churrasco será realizado em um local aberto durante o dia para 50 convidados para comemoração de um aniversário e o evento foi orçado em R$ 1.750,00. Continuar lendo

Projetos com Análise de Monte Carlo

Dados

Uma pessoa é questionada quanto tempo leva da sua casa para seu local de trabalho? Vamos supor que responda que leve 1 hora. Essa afirmação é correta? Os imprevistos foram considerados nessa afirmação?

Na afirmação que a pessoa leva 1 hora de sua casa para o trabalho, na verdade ela não considerou as incertezas, e o correto seria afirmar que na maioria das vezes leva 1 hora, mas no pior dos casos pode levar 1 hora e 30 minutos e no melhor cenário, onde o trânsito está muito bom, leva 40 minutos. Continuar lendo

Gerenciar Riscos com a norma NBR ISO 31000

iso31000

Nos dias atuais não há mais margem para desperdícios de tempo e dinheiro. Para que os desperdícios sejam minimizados, as organizações precisam implementar a gestão de riscos de forma correta, o que fará colher benefícios.

Por mais que um Gerente de Projetos esteja comprometido a gerenciar riscos em seus projetos, se não houver um comprometimento da alta organização, o seu trabalho poderá ser em vão.

O padrão internacional de Gerenciamento de Riscos, ISO 31000 que tem a Norma Brasileira NBR ISO 31000, implementa a gestão de riscos através de 11 princípios, uma estrutura e processos. Continuar lendo

Você conhece o M_o_R®?

risk

Você sabe o que significa a sigla M_o_R®? Caso não saiba isso reforça a tese de que aqui no Brasil ainda temos muito que progredir na maturidade de gerenciamento de projetos e muito mais a progredir na gestão de risco.

M_o_R é o método de gerenciamento de riscos da AXELOS, abreviatura de Management of Risk.

O PMI possui o Padrão Practice Standard for Project Risk Management e este se limita a gerenciar riscos na perspectiva de projetos, com seus 6 (seis) processos e ferramentas e técnicas. Continuar lendo

PMI ou PRINCE2: concorrentes ou complementares?

pmi ou prince2

Há varias metodologias e padrões de Gerenciamento de Projetos no mercado, tanto para métodos ágeis quanto para o método tradicional. Falando especificamente no método tradicional, destacam-se o método PRINCE2 e o Guia de Boas Práticas em Gerenciamento de projetos, conhecido como PMBOK Guide, do PMI.

Ao contrário que muitas pessoas pensam, o método PRINCE2 é o mais utilizado no mundo e tem praticamente o dobro de profissionais certificados ao se compararmos a certificação PMP do PMI. Já no Brasil, ainda predomina-se o padrão do PMI, o PMBOK Guide, mas o PRINCE2 vem crescendo bastante. Continuar lendo

Aplicando a Teoria de Gerenciamento de Riscos também na Vida

manage your risk

 

Ao contrário do que muitas pessoas pensam a aplicabilidade do Gerenciamento de Riscos não se restringe apenas ao Gerenciamento de Projetos, a sua aplicabilidade pode ser utilizado em qualquer segmento que se pode imaginar, já que os riscos estão em todos os lugares, e só se dá o valor após o risco se materializar e causar algum prejuízo para as empresas ou pessoas.

Se considerarmos as atividades do nosso dia a dia como um projeto onde temos um objetivo a ser alcançado, podemos aplicar a Teoria de Gerenciamento de Riscos? Claro que sim, já que tudo o que realizamos tem um propósito e um objetivo a ser alcançado, com prazos e custo pré determinados na maioria dos casos. Continuar lendo

O Risco do Vírus Ebola no Brasil

Ebola2

No início de outubro de 2014, os brasileiros receberam a notícia que haveria uma pessoa no Brasil suspeita de ter contraído o vírus Ebola.

Em 19 de setembro de 2014, um cidadão de 47 anos da nacionalidade do Guiné, Souleymane Bah, chegou ao Brasil, na cidade de Cascavel, no Paraná. E em 08 de outubro sentiu febre e no dia seguinte procurou um posto de saúde onde foi feito o exame clínico e apresentava os sintomas do Ebola, e em seguida o Ministério de Saúde foi acionado e o cidadão foi transferido para a Fundação Oswaldo Cruz (Fio Cruz) no Rio de Janeiro, onde ficou internado até que fossem feitos todos os exames e tivesse a certeza se de fato o cidadão da nacionalidade do Guiné esta portando o vírus Ebola ou outra doença, para que depois decidir o que seria feito. Continuar lendo