O Gerenciamento de Riscos nas Atividades Diárias

Atividades Diárias

 Todas as pessoas deste planeta estão expostas a Riscos permanentemente. Desde que um bebê nasce, ele já está correndo o Risco de vir a falecer, pois como diz o ditado, para morrer basta estar vivo. As pessoas não possuem noção dos Riscos que estão expostas em suas atividades diárias. Imagine uma pessoa que precisa sair do Rio de Janeiro para São Paulo a fim de fazer uma apresentação no cliente. Quantos Riscos estão sujeitas a partir do momento em que ela sai de casa até a hora de retornar? Na prática, as pessoas pouco agem para mitigar ou eliminar os Riscos em suas atividades do dia a dia.

Tubarão

Assim sendo, antes das pessoas pensarem em realizar alguma atividade, elas precisam estar cientes que precisam planejar a forma de executá-la. Desta forma, já terá dado um grande passo. Para aquelas que decidem fazer as coisas de última hora, elas estarão muito mais suscetíveis aos Riscos do que aquelas que se planejam, além de não ficarem imunes de pagar um alto preço por esta decisão.

 

Em suas atividades, as pessoas precisam começar a fazer o exercício do se, ou seja, se acontecer isso, o que eu vou fazer? Isto é o que na linguagem popular chamamos de Plano B e, na linguagem de Gerenciamento de Projetos chamamos de Plano de Contingência.  Mas, também é possível realizarmos atividades para que tal Risco tenha a sua incidência eliminada, ou reduzir a probabilidade e/ou impacto da ocorrência de um Risco, isto é uma medida de proatividade. Por exemplo, a pessoa decide ir a um bar com seus amigos durante o final de semana com a finalidade de beber umas cervejas e, para não correr o Risco de ser parada em uma Blitz da Lei Seca, ela decide ir de taxi. Com esta ação a pessoa eliminou o Risco de perder a carteira, de levar uma multa e de, até em alguns casos, ser presa ou de sofrer acidente. Outro exemplo de redução de probabilidade de um Risco é a pessoa num dia chuvoso sair mais cedo de casa rumo ao Aeroporto para diminuir a probabilidade de chegar atrasado e ter o impacto de perder o vôo. A ação de redução da probabilidade e/ou impacto da ocorrência do Risco, na linguagem de Gerenciamento de Projetos chamamos de Mitigação de Riscos.

Em algumas atividades no nosso cotidiano, gerenciamos Riscos sem perceber. Mas é preciso ter em mente que devemos sempre planejá-las e analisar os Riscos envolvidos, de modo a alavancarmos as chances de sucessos sempre.

No ambiente empresarial, existem casos em que os Riscos passam despercebidos e este impacto pode gerar um processo lento, que só será visível mais à frente. Como exemplo, podemos citar o mau atendimento que empresas prestam a seus clientes, fazendo com que estes migrem para a concorrência, mesmo pagando um pouco mais, já que terão um atendimento melhor.

Ressalte-se também que o Risco da empresa não fornecer um treinamento adequado para seus funcionários, pode ter como consequência o impacto de perda de receita. Se seus gestores tivessem o cuidado de proporcionar um treinamento bem feito, esta que seria uma ação de mitigação de Riscos de perdas de clientes e o impacto seria menor.

Para bem ilustrar a necessidade do Gerenciamento de Risco podemos lembrar que Walt Disney investiu muito em treinamento dos seus funcionários, pois ele acreditava que seus clientes sendo bem tratados, seriam fiéis a sua marca e, com esta precaução a Disney atualmente é líder no mercado há décadas.

Em contrapartida, são raras as empresas que praticam a Análise e Gerenciamento de Riscos da forma que deve ser feita. Elas acreditam que o investimento em treinamento de pessoal capacitado em Gerenciamento de Riscos não agrega valor a empresa e ainda gera custo. Mas a realidade é justamente a inversa. A finalidade do Gerenciamento de Risco é maximizar as chances de sucesso no objetivo dos Projetos profissionais ou pessoais e garantir que os prazos e custos sejam cumpridos conforme o planejado, já que a Gestão de Riscos irá se antecipar aos problemas e traçar estratégias para que o caminho seja mais suave até ser alcançado o objetivo.

A chave de sucesso nos Projetos é Gerenciar os Riscos. Se os Riscos não forem gerenciados, os Riscos irão gerenciar os Projetos.

Fan Page: https://www.facebook.com/gerenciandoriscosemprojetos

Contato: rjluizg@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *